Monthly Archives: Novembro 2006

Ah e tal mas eu tenho um pijama com pinguins…

Ah e tal mas eu tenho um pijama com pinguins…é um facto..e para além de ser um facto, é um titulo…
È mesmo verdade…e se kiserem fotos que o provem vão ter de komentar este post  até ele possuir 7  comments(e não podem ser das bestas que também escrevem nesta coisa com o nome pomposo de “blog”)

Opá quem é que eu to a enganar…ninguém me quer mesmo ver de trajes usados para dormir e para ver televisão de manha nos dias em que doi a barriga…isto não passa de uma tentativa desesperada de obter comentários vossos(pessoas que passam aqui por acaso e dizem ena..que estúpido)

Bem, continuando…hoje foi um dia particularmente especial para mim…isto porque comi lasanha do lidl ao almoço…tal facto melhora a vida de milhares de pessoas em portugal…e alguns de espanha e da suiça…mas esses devem comer chocolate ás refeições..

Para além deste fenomenal almoço foi um dia completamente normal…andei na escola a gritar coisas como”dói-me a perna direita de modos que não vou poder correr e saltar…ora bolas” e “homosexualidade não é crime…deixem-m em paz”(o que fez com as pessoas acreditassem mesmo que era homosexual)

Como vêm um dia normal…ou seja este post foi completamente desnecessário e se o leram acabaram de perder muito tempo…cerca de 18 segundos…

Pernas de frango, espinhas de atum, a parte de plático que vem por cima das coisas quando se compram, moelas, talos de espinafres e smembles….é isso que vos desejo

ADEUS

Anúncios

Brutalisame Cuatua Mánica De Pudar

Boas caros leitores, muitos de vocemessês devem perguntar inumeras vezes onde raio eu fui buscar este meu lindo nome..Enviovlávia..
eu passo a explicitar..
muitos de voces não devem conhecer esta musica, mas é das bandas "tugas" que me dão mais inspiração para redigir.. 

em baixo está o nome da musica, e a negrito(aka bold) está o nome..que eu escolhi..pois esta visto!
eu escrevo Enviovlávia..mas estes homens dizem que é Engiovásia..por isso, deixo de ser Enviovlávia para passar a ser..
Engiovásia a Inssurecta Epistolografa!
sem mais de momento,
a vossa sempre
Coisa
Ãtónia, Dáme com giletes daço na boca Amélia, Dáme com giletes daço na boca Asdrubalina, Dáme com giletes daço na boca Enfímia, Dáme com giletes daço na boca Quadravínia, Dáme com giletes daço na boca Gengiviolíbia, Dáme com giletes daço na boca Agromelinda, Dáme com giletes daço na boca Engiovásia, Dáme com giletes daço na boca Bostília, Dáme com giletes daço na boca Ásperes, Dáme com giletes daço na boca Vulva, Dáme com giletes daço na boca Ógliománia, Dáme com giletes daço na boca Matufinésia, Dáme com giletes daço na boca  Brutalisame cuatua mánica de pudar  Engrácia, Dáme com giletes daço na boca Vezúvia, Dáme com giletes daço na boca Construfumília, Dáme com giletes daço na boca Tonásia, Dáme com giletes daço na boca Esbrugália, Dáme com giletes daço na boca Angronésia, Dáme com giletes daço na boca Xispalhina, Dáme com giletes daço na boca Ferrívea, Dáme com giletes daço na boca Sucoviana, Dáme com giletes daço na boca Cotovelónia, Dáme com giletes daço na boca Ovária, Dáme com giletes daço na boca Avesprídea, Dáme com giletes daço na boca Uniculécia, Dáme com giletes daço na boca  Brutalisame cuatua mánica de pudar

Ontem, enquanto ouvia “na cabana junto à praia”,recordei-me do momento da criação do nome deste afamado blog, ícone cultural, fenómeno de massas, local de culto(para cerca de 4 pessoas, que por acaso até somos nós, os autores, possuidores de uma quantidade incomensurável de pêlos no rabo).

Bom, há mais ou menos um ano, e num acesso de inspiração do qual me viria a arrepender mais tarde, decidi criar um blog, no qual eu, Vespeziano, Josefa e Sr.Tobias explanássemos toda a nossa estupidez contida e não compreendida por colegas e, principalmente, professores.

Dirigi-me ao Blogspot e crei o blog. No entanto, na fase final, a de escolher o nome, parei. Na verdade, fui comer um iogurte Straciattela. Mas falando a sério, parei pois estava indeciso entre 2 nomes(e isto é verídico. Eu penso que os restantes autores deste blog não têm conhecimento disto). E os dois nomes eram, nada mais nada menos, que isto:

“Girafas e Casas-de-banho”

“Girafas e habitações térreas”(este, sem dúvida, iria trazer grande prestígio ao blog, considerando que metade dos portugueses nem sabe escrever “térreas”).

No entanto, num acesso de extrema burrice e teimosia, decidi que estes nomes não iam servir(que estúpido, aliás parvo, eu fui… não se via logo que estavam ali 2 nomes de qualidade? A dificuldade era escolher entre eles). Pensei então em escolher algo mais simples. E, assim, do nada, surgiu-me o actual nome, que por acaso creio que é bastante belo(0u não):

“Pura Estupidez”

Um momento histórico de…

Olegário, o Operário

Cenas invisíveis nos arbustos

Começo por dizer que está frio e que hoje aconteceu-me uma coisa parecida com a que aconteceu á Josefa (aquele caricato post que ele escreveu acerca do dia dele e tal) sem avançar muito no caso acima referido, digo-vos que não é nada engraçado… e apedrejem-me

coisa boa

Mas fora isso ainda tenho alguma, pouca decerto, intelectualidade para escrever esta porção de prosa:

“Enfadado quedei-me, logo que a acarretada tarefa foi, portanto, efectuada deixando-me nuns copiosos sortidos de sentimentos como se esses me melindrassem ferozmente, enquanto matutava na existencia de um ser menos inútil que eu…”

Agora se me permitem vou procurar aves pernetas em Alto do Seixalinho, dizem que têm boa chichinha (uma palavra com 3 h’s (agás) fantastico, nao?) ou então vou-me deitar (na horizontal).

E não Pedro, é preciso mais do que dizeres aquilo que disseste (não me está mesmo a apetecer abrir uma nova janela com o nosso blog acessado para ler o que realmente “escrevestes”) para iniciar uma quezília contra vós ó grande pega colega e amigo.

ADEUSES

meanwhile

Esta é aquela parte em que eu me esqueço do que ia para escrever…

Cala-te que tu és uma abcissa!!!

Se não fosse o facto de andar pela escola aos saltos e a gritar coisas tipo “abiiiiibiduuuuukattaaaavriiiiixnazzzzzzzzzaillll” eu até podia ser considerado uma individuo normal….ok não vou tao longe…mas talvez uma coisa +/- normal.

Já agora…Bem-vindo ó xrofa!!!

Já não “posto” há algum tempo, o que tem feito com que eu, Josefa, possa afirmar coisas como estas…”ena, já não posto há algum tempo”, ou então “ora bolas já não posto, faz uns dias!!”….Desculpem isto é a estupidez acumulada…nalguns casos faz úlceras em mim faz isto….é isso e as pastilhas de mentol.

Tenho andado a filosofar(sim porque eu filosófo) sobre o nome do nosso blog…Pura estupidez….Ao pensar em tal coisa veio-me, aquela que poderá ser a maior questão dos nossos tempos, á cabeça…A questão é:

Qual a diferença entre Estupidez e Parvoíce??

As respostas por mim descordinadas foram muitas…ou talvez não…mas talvez a melhor esposta seja esta:

Parvoíce é a “Capacidade” no seu estado mais fraco…estupidez será a mesma capacidade num estado mais avançado…tipo digivolução…ou não…
E voçês perguntam…

-Ó Josefa, tu és parvo ou estúpido???

A minha resposta não será relevevante…até porque não me quero armar em convencido e dizer que sou estúpido….seria arrogante…fica ao vosso critério(expressem a vossa opinião em forma de comment

Adeus e portem-se assim dentro do que a sociedade considera aceitável….ao contrário da minha pessoa….e de mim…

Z (nunca ninguém tinha começado um post com esta letra. Pura Estupidez. Sempre a inovar)

Após 4 longos dias de ausência(sim, eu sei, cada noite em que eu não escrevia vocês choravam e cortavam os pulsos), eis que volto, renovado como a Estação do Entroncamento, a este sublime blog.

Volto, pois, com uma teoria em homenagem ao malogrado xrofa(foi ele que teve a ideia, eu perpetuo-a) .

Para que todos percebam qual é o objecto a que me refiro neste post, faço aqui uma pequena nota introdutória em jeito de narrativa poética jornalística e, pormenor dos pormenores, redigida em itálico:

O sol queima minhas faces rosadas como um cubo de cartão queima um pau de giz. Uma leve brisa a sandes de torresmos preenche-me o espírito. Saio de casa.

Abro a porta do carro, um velho Renault 5 de 1986(ok, apanharam-me, ele não tem porta e nem sequer o vidro da frente fecha, o que me provoca constipações sempre que subo a Serra da Estrela com ele), e dirijo-me, a média velocidade, à bonita terra de Mira d’Aire, parando no Leclerc para comprar azeite.

Pelo caminho paro e observo a natureza, tão resplandecente de beleza, o verde dos campos a caminhar com o azul límpido do céu e o brilho intenso do sol…e depois acabo a mijinha e sigo viagem.

Chegado ao destino, contemplo a descida que me espera e lágrimas saltam-me do canto do olho esquerdo(na medida em que me enganei e trouxe, em vez de gotas para os olhos, gotas para o nariz que contêm sal, e isso causou-me, vá lá, perturbações).

Páro o belo veículo(ou melhor, ele é que decidiu parar… de facto é difícil sobreviver sem motor). Triunfalmente, entro num café e, entristecido, reparo que afinal estou em Minde e não em Mira d’Aire.

Chegado finalmente ao destino, e depois de ter sido atropelado por um cão e por um papa-reformas, subo Mira d’Aire e chego, finalmente, ao Café Alho(e isto é verdade. Existe MESMO um Café Alho nessa terriola).

Exausto e com o estômago a cantar “I Will Survive”, peço ao senhor do balcão um folhado misto.

Ingiro-o e, depois de muito pensar, chego á conclusão que aquele deve ter sido o primeiro folhado alguma vez criado, de tão velho e de tão bolorento que era.

Lambendo os beiços de delícia, procuro ALGO com que limpar minha bela face. E é então que me deparo com:

“Os Guardanapos semi-trasparentes dos cafés e afins que no fundo não limpam nada”

Lá está. Depois de tão longa narrativa, eis aquilo a que eu quero chegar.

E começo já com uma pergunta: Mas que raio de coisa é aquela, que em vez de limpar, limita-se a espalhar a gordura que apenas tínhamos concentrada nos rebordos da boca?

E mais… Sabem quando comem bolos com creme e GOSTARIAM de limpar as mãos? Aquela espécie de coiso limita-se a emporcalhar toda a mão e,se possível, o braço e a camisola que, por azar, estiver nele contida. E, qual conspiração, qual gozo da condição humana, enquanto mais guardanapos tiramos, mais bosteirosos ficamos, com os restos de comida como que a expandirem-se, ao ponto de termos de ir tomar um duche no lavatório do dito café.

Então digam lá que esta não é a pior invenção humana desde o Budismo(que tratarei em mais um post, não tão exaustivo como este).

A todas as pessoas que também odeiam estas malignas criações: lanço um repto… e o repto volta, porque tem a forma de uma boomerangue(por favor, não tentem entender esta piada. Amanhã, quando me estiverem a rachar a cabeça com uma sachola, lembrem-se que eu escrevi isto tudo com bastante sono). E a pensar no pénis deVespeziano, o Coloproctologista(esta é talvez a quarta vez que emprego o termo “pénis” neste blog em apenas um mês. Creio que se o empregar uma quinta vez, estarei a fazer uma revelação inequívoca da minha homossexualidade… Pénis).

Boa noite.

ahahaa. queriam.

Boa noite e um copo de ananás com arraiolos.

Olegário, o Operário

Hmmmm… ? Ele/a voltou!! Ui ca bom devem estar vocês a pensar..
Sim, eu estou aqui, tudo o que se passava com a minhapessoa já ficou resolvido e pronto para escrever mais e mais féze! Só féze… Talvez até mude o nome do blog para Blog da Féze. Mas não.. está bom assim e dá muito trabalho. Até aborrece..

Neste póste de regresso vou fazer várias maluqueiras. A primeira vai ser escrever algo a bold: algo

Para quem não sabe, algo é uma planta aquática cuja fémea é a alga ..

Como eu disse que ia fazer várias maluqueiras e não apenas uma, desta vez vou escrever com cores: com cores

Agora chega de brincar com isto que já estou farto, vou só dizer umas baboseiras porque não tou com ideias nenhumas para escrever nada por isso, acho que vou divagar pela política.

Ora então para mim, a política é uma coisa muito linda. Eu percebo pouco de política. Portanto vou falar sobre outra coisa qualquer que não me faça sentir arrepiado, enjoado e beto ( para os betos que estejam a ler isto: adoro-vos ).
Sendo assim vou-vos falar sobre betos. Os betos são árvores muito grandes (quando já são adultos), médias (quando são adolescentes) ou pequenas (quando foram plantados à pouco tempo) que nos dão madeira e resina. Também servem para urinar. Muitos deles (imagine-se!) até servem de árvores de Natal (que parvoíce).
Agora é o momento onde eu me sinto muito irritado e questiono:

Porquê?

Só sei que enquanto continuarem a cortar os betos só no Natal eles nunca mais acabam! Mais vale cortarem-nos continuamente, só assim conseguimos exterminar essa praga.

Vá, acho que já chega, beijos no rabinho:
Enviovlávia a Inssurecta Epistológrafa (sim, porque eu voltei e até mudei a minha profissão..)

P.S: betos ou abetos..é tudo a mema merda

Estive a falar até este momento e ainda não me calei

Nada passa da cepa torta!… Hoje matutei, matutei, matutei, matutei e… estava a brincar não fiz nada disso, muito pelo contrário… E cheguei á conclusão que, se há coisa que nós não falamos neste blog asqueroso é de coisas de variadas temáticas. Conclusão, acabo de receber um indivíduo (desconheço a sua identidade, mas apresentou-se como José), á porta de minha casa que me infligiu variados danos no abdómen, estou extremamente arreliado..Arre!…

Com isto tudo acabo da seguinte forma:

Pois enganei-vos, peço agora um breve instante só para reflectir-mos o quão homossexual é o André (Josefa)….Decerto, decerto que o é…

Boas novas! Já viram que não há ninguém que se deite na vertical? (e não comecem com essas cenas de planos e abcissas que eu sou hindu, e não é perciso vir cá o José outra vez, já estou servido por hoje…) Sim é verdade, decerteza absoluta que foi um Grego, ou então um Chinês, ou então uma mente iluminada qualquer que certo dia pensou: “Tou cá cuma vontade de dormir! Vou-me deitar!” E pronto assim foi, o “hómezinho” vai para sua cama e deita-se, como? na horizontal! pch’tá’claro…

Finalmente, depois deste longo interregno, voltei com posts sem jeito nenhum, agora só vão querer que o próximo interregno seja ainda maior…

É +/- desta maneira……

Bom dia-mas-que-está-mais-a-dar-pá-tarde-porque-ja-deve-ser-
-meio-dia-ou-assim-possas!

Hoje venho transmitir ideias…

Uma dessas ideias é algo com que me tenho vindo a debater ja há algum tempo(acho que foi ontem)…Venho então falar do magnifico….TAPETE ESTRADA!!!
Toda a criança que se prese tem obrigatoriamente de ter um tapete estrada no seu quarto…mas a verdade é que a utilidade deste utensílio é nula. Completamente nula…porquê? Porque as crianças já não brincam com carros(agora é só bonekos do wrestling e o catano).
E também não vai haver ninguém que vá usar aquelas estradas para andar…acho eu.
O que eu peço é que não deixem morrer o tapete estrada….por favor!!!

Há pois e já me esquecia…olegário não me compares a uma torrada com marmelos…isto por uma simples razão…Eu odeio marmelos(marmelada)…compara-me antes com uma torrada com tulicreme(bastante).

Já agora deixo o seguinte apelo….O vespaziano é homosexualzinho a rossar no maricas….

SMEMBLES

ADEUS

Tenho de começar a pôr títulos nos posts. Um já cá canta.

“Qual é a diferença entre Josefa, a Curandeira e uma torrada com doce de marmelos?”

Esta é uma das 2 questões insolúveis que a ciência tem tentado resolver ao longo dos últimos anos(a outra é “porque é que 5 indivíduos, agora 3, se lembraram de criar um coisa tão enormemente estúpida e tão tristemente parca em graça como é o blog Pura Estupidez?”) .

A verdade, leitores, é que nenhum dos inúmeros comités de estudo do MIT descortinou em que é que Josefa a Curandeira de facto difere de uma torrada com o saboroso doce de marmelos, pelo menos a nível físico. Pois então, só através de uma bateria de testes psicotécnicos se descobrirá alguma diferença, nomeadamente ao nível da opinião sobre a textura ideal do papel higiénico reciclado, que tanto nos aleija o, vá lá, ânus ávido de limpeza.

Tendo em conta esta embaraçosa situação para o mundo da astrofísica, só me resta dizer “Pevides”, enquanto me suicido saltando da janela do rés-do-chão(eu que moro numa vivenda, já agora).

Já agora, gostaria de confessar que a única razão pela qual coloquei este post foi para dizer que conheço a palavra “embagulhamento” e que até sei qual é o seu significado. Culturalmente, sou mais rico que qualquer um de vós, nem que conheçam de cor a hora em que Van Gogh terminou a pintura de todos os seus quadros, e nem que saibam porque é que o Teatro Vírginia de Torres Novas se chama Teatro Virgínia e não, por exemplo, Teatro Marluce, a Senhora de Aluguer Travesti ou, até, Teatro Venceslau, o Técnico de Superfície que possui tendinites ao nível das costelas flutuantes e cujo salário oscila entre 4 bagos de uva e uma sandocha de queijo. (Seria um espectáculo memorável ver aquele senhor do Acontece, da RTP2, a anunciar um requiem de Mozart no Teatro Venceslau, o Técnico de Superfície, etc. O programa teria de ser cancelado por causar demasiados enfartes na raiz do cabelo devido a ataques de riso constantes).

Como já que estou a alongar demasiado, ao ponto de estar a escrever a fazer a esparregata, vou terminar este sofrível post, que provavelmente nem sequer estão a ler, tal é a sua intragabilidade.

Smurflscabadá(boa tarde)

Os prós e contras dos robes cinzentos…

Boas…

Desde já tenho de deixar duas linhas de silencio pela saida do nosso amigo xrofa

.

.

Já está..Xrofa se me estás a ouvir….epá volta para este naco de feze comédia e lembra-te que eu continuo a amar a tua coxa esquerda…alias direita

Continuando….neste post vou fazer algo que(alguns membros do blog ja o fizeram) nunca, até hoje, fiz…vou dedicar este post…vou dedicá-lo a uma pessoa muito especial para mim, cujo nome é Catarina(carloto)…(hein vistes….eu disse que fazia..ehehe)..

Ora bem…mais uma vez fui alvo de uma quesilia…e desta vez por parte de olegário…
A minha resposta é muito simples…olegário(se me estás a ouvir(reparem que é a segunda vez que digo isto hoje) antes de me injuriares fundamenta os teus argumentos, meu cafageste!!!
Andas ai a dizer que a minha camisola é azul….mas estás completamente enganado…a minha camisola é sim cinzenta…deves ter o nariz com cera…..

Se a minha palavra não te chega…fica sabendo que hoje na escola fui questionar muitas pessoas se realmente a minha camisola era cinzenta ou azul….10 em 14 pessoas responderm, sem pestanejar, cinzento…Tome lá que ja tomou uma refeição leve tipo salada com atum.

Isto é para aprenderem ver que eu não estou a brincar(pois sim tábem)…percebeste meu pedaço de nanha com uma enorme quantidade de borriés embrulhados num liquido horroroso(água) que a todos meterá nojo….

Eu hoje estou mesmo mal…deve ser do peixe que não comi hoje…ou então o chocapic estava com algum problema…não sei

ADEUS e boa-tarde…

Antes de mais, gostaria de manifestar o meu pesar pela saída do grande xrofa deste blog,que fica bastante mais pobre sem ele. Esperemos que volte rapidamente. Para o bem deste blog e das suas visitas diárias.

Depois deste anormal mas no entanto necessário momento sério, volto, como é de esperar, à chamada parvoeira(afinal, é para isso que aqui estamos).

Farei um curto post, na medida em que estou sem qualquer tipo de ideias, sobre um assunto ainda a designar.

E o assunto é nada mais nada menos do que: Barbitúricos.

Não, estava a brincar. O assunto é mesmo a queda do imperialismo no final do século XIX e as suas consequências para a vivência actual das antigas colónias.

Ou melhor, seria mais agradável se eu pura e simplesmente me calasse e fosse estudar economia, na medida em que possuo teste e estou a ter tanta graça como uma beterraba mal lavada que nos causou uma intoxicação alimentar.

Hoje é dia de pesar e consternação devido à saída do xrofa, por isso abstenho-me de ter graça…(e sim, já sei o que estão a pensar: “tu nunca tens!”)

Bom, amanha começarei uma Quezília com Josefa, a Curandeira, porque ele hoje veio vestido com uma camisola castanha e azul-cócó(não sei o nome daquilo, mas acho que se o cócó dos bébés fosse azul, seria parecido. No entanto,acho que saberia a natas.)

De qualquer modo, aproveito para, à parte da quezília, fazer notar que os mamilos de Josefa, a Curandeira são apetecíveis, tal como a sua nádega esquerda, que possui mais carne que a direita, já que em 1972, na Guerra Coloquial, Josefa teve de ser operado e foi-lhe retirado tecido adiposo do seu belo bum-bum para ser colocado na face(por isso é que ele tem, vá lá,uma grande cara de cú,no verdadeiro sentido da expressão).

Mas como não me quero adiantar já muito na quezília, já que ainda tenho de falar do seu estranho hábito de se secar ao tapete da sala depois de tomar banho, vou colocar uma uva no rabo e cuspir grainhas.

Boas tardinhas e saltem até ficarem com aftas, porque a vida é mesmo assim!

Cashew nuts e boas noites

Grande perda…

Atenção isto é um dos primeiros posts ‘pra ser levado assério e não na brincadeira como os de estupidezes nossas…

Isto nunca mais vai ser o mesmo sem o nosso caro Christian, acima de tudo um grande amigo nosso… Esperemos que volte o mais rápido possivel e que os seus problemas também se resolvam rapidamente.

. . .
. . .
Agora levem isto na “descontra”. Aproveito também ‘pra anunciar, a minha mudança de profissão, não mais vou ser Promotor, apartir de agora serei Vespaziano, o Especialista em Coloproctologia!!! Até porque nunca fui bem Promotor, essas coisas dos tribunais não em dizem muito, prefiro ser ” Coloproctologo… pesquizem isso na net, não me apetece explicar o um especialista em coloproctologia faz…

Ficai bem leitores!

Vespaziano, o Especialista em Coloproctologia

Adeus

Acho que não é necessário dizer mais nada.
O título diz tudo, devido a problemas pessoais e de força maior, esta é a minha retirada do blog Pura Estupidez e do Mundo Da Comédia e desde já peço desculpa aos meus “fãs”.
Um grande obrigado a todas as pessoas que gostavam ou pelo menos diziam gostar das coisas que escrevia…
Sem mais,
Enviovlávia a Terapeutica